quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

ANIVERSÁRIO DE WILLIAM ALMEIDA CARVALHO

CIRC-SEC Nº 05/2019
14-FEV-2019

Circular da Secretaria

A Secretaria da Academia de Letras de Brasília registra, na data de hoje, o aniversário de um de seus mais antigos membros WILLIAM ALMEIDA DE CARVALHOsociólogo e historiador, com destaque para a história da maçonaria no Brasil, além de relevantes serviços públicos prestados.
Pedimos que cumprimentem o acadêmico, lembrando que esta casa, de expressão internacional, pontifica graças ao seleto quadro, empenhado em desenvolver, no âmbito da cultura, as mais diversas áreas de conhecimento, utilizando os recursos da modernidade.

                               Iran de Lima
                           Diretor-Secretário

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

ANIVERSÁRIO DE RAUL CANAL

CIRC-SEC Nº 04/2019
06-FEV-2019

Circular da Secretaria

A Secretaria da Academia de Letras de Brasília registra, na data de hoje, o aniversário de um de seus membros mais destacados, o acadêmico RAUL CANALnotável poeta gauchesco, de há muito comandando, com grande êxito, o programa Pampa e Cerrado, na televisão local, sempre com atuação destacada na Academia de Letras, bem como na vitoriosa carreira profissional de advocacia .
Pedimos que cumprimentem o acadêmico, lembrando que esta casa, de expressão internacional, pontifica graças ao seleto quadro, empenhado em desenvolver, no âmbito da cultura, as mais diversas áreas de conhecimento, utilizando os recursos da modernidade.

                               Iran de Lima
                           Diretor-Secretário

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

ANIVERSÁRIO DE AMADOR DE ARIMATHÉA

CIRC-SEC. Nº 03/2019

         25-JAN-2019
Circular da Secretaria

A Secretaria lembra que  o dia de hoje registra o natalício do Presidente da ACADEMIA DE LETRAS DE BRASÍLIA,historiador, de Anápolis e Brasília, poeta e literato de inegáveis mérito,  AMADOR DE ARIMATHÉA.
Vamos todos cumprimentar o  aniversariante, o que representa a homenagem devida àquele que ora se encontra empenhado nesta luta árdua de obtenção da sede, junto com os seus companheiros da Comissão da Sede Própria, para que continue, com os nossos augúrios de êxito, neste que é o bom combate.

                                Iran de Lima
                           Diretor-Secretário

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Diretor Tesoureiro

Senhores Acadêmicos,

A Presidência da ACLEB, com o respaldo do seu estatuto, nomeia em substituição do Diretor Financeiro Eleito e ora demissionário, Acadêmico Giovani Iemini, o Diretor Vogal Acadêmico Marcelo Duarte Porto, até que seja este cargo preenchido por um novo membro do quadro deste soligeu. 

Para conhecimento de todos, 
Fraternalmente,
Amador de Arimathéa

Sede Própria

A "Comissão da Sede Própria" comunica aos pacientes acadêmicos que, apesar do percalço provocado pela mudança no governo, não se abateu e seu ânimo e entusiasmo continuam vivos e esperançosos.
Para tanto, estamos à espera da demarcação, pelo Sr, Gonvernador atual, de uma reunião para tratarmos mais efetivamente do nosso pleito, ou seja, o terreno pleiteado ou um próprio para substituí-lo. 
Logo logo haverá de surgir uma solução que atenda aos nossos anseios.
Aguardem!

Com esperanças de sucesso, 
Amador de Arimathea
Presidente

domingo, 20 de janeiro de 2019

ANIVERSÁRIO ANTÔNIO PAULO FILOMENO

CIRC-SEC Nº 02/2019
20-JAN-2019

Circular da Secretaria

A Secretaria da Academia de Letras de Brasília registra, na data de hoje, o aniversário de um de seus membros mais destacados, o acadêmico ANTÔNIO PAULO FILOMENOcom notável obra, em que trata de memória, história e poemas das suas vivencias, remontando à colonização italiana e culminando com a organização internacional Médicos sem Fronteiras, enfim,  Uma Vida para contar.
Pedimos que cumprimentem o acadêmico, lembrando que esta casa, de expressão internacional, pontifica graças ao seleto quadro, empenhado em desenvolver, no âmbito da cultura, as mais diversas áreas de conhecimento, utilizando os recursos da modernidade.

                               Iran de Lima
                           Diretor-Secretário

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

MEU CAMINHO


Murilo Moreira Veras

Transponho a linha do Tempo
— o coração aos pulos?
Os braços buscam espaço
na quadratura do Mundo.
A vida em festa
— a vida com ou sem festa
os olhos numa profusão de Sonhos.
Viver é sonhar
como sonhar é viver
                   sempre —
Ou é o (com) viver sem trégua
                 para o Amanhã?
O Caminho é o caminho dos Homens.
Os Homens — um caminhar no limite
                 do Horizonte.
As mãos, minhas mãos, nossas mãos
esvoaçam asas ansiosas,
                  repletas de Esperança
como a realeza dos pássaros.
Não são os pássaros que decantam a natureza
                   em cânticos
                   polifônicos?
Nós, humanos, é que desfiguramos
                   a lírica do cenário,
não compreendemos a pureza dos lírios
                   do campo.
Fôssemos pássaros humanos, alimentássemos
                   nós alvíssaras de Amor ao Belo
nossa vida seria uma belíssima Aventura.
Viandantes do Destino audaciosas trilhas
nossas pegadas percorreriam.
Destino é a força da obstinação
que ela nos alimente, nos fortaleça a alma.
A cada dia, um sorriso,
                    cálida lembrança
                     renascendo
o amor a deslumbrar o rosto
enquanto em passos o perfil do Destino
                      vai roteirizando.
— Luz, luz, aos meus poros urge,
cânticos novos e antigos ouso ávido
— são como écoglas ao perfil do Advento.
                       Viverei?

                                        Bsb, 31.12,19

ANIVERSÁRIO DE MURILO MOREIRA VERAS

CIRC-SEC. Nº 01/2019

         1º-JAN-2019
Circular da Secretaria

A Secretaria da ACADEMIA DE LETRAS DE BRASÍLIA lembra a todos que  o dia de hoje registra o natalício do decano dos acadêmicos,  MURILO MOREIRA VERAS, único fundador dos efetivos, que até hoje, com grande vigor, desenvolve uma obra poética, de notável intensidade, participando de todos os eventos da Academia, com igual brilhantismo.
Vamos todos cumprimentar o  aniversariante, o que representa a homenagem devida àquele que sempre nos lembra o norte a ser buscado, para atingir os  objetivos que visam sempre o aprimoramento da nacionalidade, que são também os desta Casa de Cultura, que  não esquece os desbravadores do Planalto Central, e continuadores em qualquer setor de atividade.

                                Iran de Lima
                           Diretor-Secretário

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Felicitações Natalinas e sede própria


Caríssimos confrades e confreiras da ACLEB, a hora é propícia para o aumento da nossa fé e da esperança de realização de sonhos sonhados É véspera de Natal, ocasião propícia para uma maior aproximação com o Senhor das nossas vidas e o único capaz de materializar as nossas aspirações. É crendo piamente em Sua magnanimidade que agora O invocamos na busca dos melhores dias de paz, saúde e um novo ano cheio de realizações pessoais na vida de cada um dos membros do nosso sodalício.

Ainda mais, a “ Comissão da Sede Própria” da nossa Academia aproveita a oportunidade para comunicar a todos os seus membros que, durante o último semestre, foram feitos os maiores esforços junto ao Governo do DF no sentido da concessão de uma área de terreno no Plano Piloto para abrigar a nossa futura “Sede Própria”.

Então, diga-se que os membros da Comissão foram ao extremo de dedicação e empenho junto às autoridades governamentais, Conseguimos em tempo recorde vencer a burocracia e o zelo da coisa certa por parte da TERRACAP, proprietária da área pretendida, chegando nós até a escritura do terreno prometido pelo senhor Governador, agora já a Secretaria de Cultura como a nova proprietária da área escolhida e prometida à nossa Academia.

Infelizmente, um novo governo chegou e com ele novos problemas surgiram, problemas esses que teremos que enfrentar no próximo semestre da 2019.

A Comissão de “Sede Própria”, diligente como tem se mostrado, não terá seu ânimo abatido por esse percalço. Assim, a Diretoria deverá continuar dando notícias sobre este fato ao longo do semestre vindouro.

F E L I Z N A T A L E UM NOVO ANO DE MUITO PAZ!

Amador de Arimathéa
Presidente

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

ANIVERSÁRIO DE NINA TUBINO

CIRC-SEC Nº 41/2018
18-DEZ-2018

Circular da Secretaria

A Secretaria da Academia de Letras de Brasília registra, em data de hoje, o aniversário do acadêmica e historiadora NINA TUBINOque produziu obra de grande importância para a região do Planalto Central, Uma Luz na História, sobre a vida do primeiro engenheiro de Brasília, dentre outras obras de inegável valor.
Pedimos que cumprimentem a acadêmica, que ainda no dia 15 último nos brindou com uma recepção comemorativa do seu natalício, lembrando que esta casa, de expressão internacional, pontifica graças ao seleto quadro, empenhado em desenvolver, no âmbito da cultura, as mais diversas áreas de conhecimento, utilizando os recursos da modernidade.

                               Iran de Lima
                           Diretor-Secretário

Mais Médicos?


quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

ANIVERSÁRIO FRANCISCO CATUNDA MARTINS

CIRC-SEC Nº 40/2018
                                                                                      13-DEZ-2018
Circular da Secretaria

A Secretaria da Academia de Letras de Brasília lembra a todos o aniversário do acadêmico FRANCISCO CATUNDA MARTINS, professor Emérito da Universidade de Brasília, autor de várias obras de Psicologia e destacado integrante desta Casa de Cultura, com participação significativa nos eventos acadêmicos.
Pedimos que enviem cumprimentos ao aniversariante, o que representa manifestação de apreço, renovando a unidade na busca dos objetivos desta Casa de Cultura, que se traduzem na participação, com obras literárias, nas diversas áreas do conhecimento.

                                Iran de Lima
                           Diretor-Secretário

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

D e s e j o - Vitor Hugo

         

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.


Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar ". 

Vítor Hugo

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018